terça-feira, 17 de julho de 2012

Vou rezar para que entres em cena...

E já só faltam 6 dias para saber que estás mais perto... 

Até lá vou rezar todas as noites para que penses em mim no momento em que aterrares e que me dês oportunidade de ver-te e dizer-te que tu não sabes, mas eu sou a pessoa que poderia finalmente fazer-te feliz... Finalmente feliz...


E por cada dia que passa uma lágrima cai... Pensar que também existe a hipótese de não te ver, de não te tocar, de não te poder falar...


Não me quero dar por derrotada, mas infelizmente numa história a dois são precisos dois actores.


Vou rezar para que entres em cena... Preciso de me resolver!



quinta-feira, 12 de julho de 2012

As pausas na nossa vida e como no fundo nada pára...




O tempo corre, para mim mais devagar do que nunca... Mas sei que na realidade tudo é ainda muito recente e se bem me conheço isto é só o início...
Já te disse que tenho dias em que só penso em ti e em nada mais da minha vida? Já te disse que todos os dias eu rezo para que voltes? Já te disse que tenho semanas em que só quero estar sentada e sossegada a devorar músicas que me recordem de ti? Já te disse que dia sim, dia não me cai uma lágrima quando penso no que tivemos?
E já te disse que me apetecia ouvir a tua voz? Só uma vez... Já te disse que tenho saudades de tudo em ti, até daquilo que não conheci? Já te disse que por vezes apetecia-me apanhar um avião, fazer-te uma surpresa e sobretudo pedir-te desculpa pela falta de sensibilidade com que te tratei? É que a mim própria já pedi desculpa… Tinha de ser… Mas na realidade sei que ainda não me desculpei verdadeiramente.

Agora entendo-me e percebo-me mas foi tudo tão inconsciente que nem sei como me resolver definitivamente quanto à eventual “culpa” ou arrependimento… Bem sei que poderia ter sido tudo muito mau e uma grande desilusão, mas como saber? A realidade é que o meu coração diz que não, diz que teria sido e continuaria a ser muito, muito bom… Tenho sobrevivido, simplesmente sobrevivido à tua ausência porque não há outra forma de viver se não estás ao meu lado…

Ainda ando perdida, sem respiração, porque não te esqueço nunca e tenho dias em que penso que isto não pode ser o fim, apesar de saber que estás numa vida bem diferente da minha… É assim, quero conformar-me mas nao consigo... Ainda... É que a ti acrescentaram algo, novos objectivos, novas motivações. Já a mim tiraram-me aquilo que mais feliz me fazia nos últimos meses. Mas há dias em que acordo e nao me dou como derrotada ainda... Hoje é um deles…